terça-feira, agosto 30, 2011

Istambul - o primeiro destino

Partimos do Porto muito cedo…, eram umas 06h00 do dia 9 de Julho. Apesar de ser um sábado, eu estive a trabalhar até sexta-feira à noite o que implicou uma corrida desde que saí de Aveiro até que cheguei ao aeroporto. Isto de viajar com crianças implica sempre um trabalho acrescido e ter que tirá-la da cama às 03h30 para ir para o aeroporto torna-se sempre uma situação ingrata. Mas tudo bem. Carrinho de bebé, duas malas, uma mochila o saco da Margarida. Estava tudo pronto. Máquinas fotográficas, alguma roupa, a “bimby da Margarida” (pequena máquina de fazer sopas que dá sempre jeito quando estamos fora de casa), muita roupa da Margarida, o Lonely Planet da Turquia, passaportes, biberões, cupetas, muitas fraldas e toalhetes dodot, um ou dois pacotes de papa e leite em pó (só para situações de emergência) e muita vontade de sair do país. Estava tudo a postos. Apanhamos o avião em direcção a Frankfurt, onde tivemos que esperar várias horas pelo próximo voo para Istambul, que partiu era, 15h10.

Chegamos a Istambul deviam ser umas 19h30. Este era o único destino onde tínhamos hotel marcado. Estávamos cansados e não seria nada fácil andar às 10 horas da noite à procura de hotel em Istambul com uma bebé de 11 meses fartinha de viajar e com fome. Nesse sentido, achei que fazia sentido precavermo-nos e fazermos a reserva do hotel para as 3 primeiras noites ainda antes de partirmos. Recolhidas as malas apanhámos um mini bus (serviço gratuito do hotel) para o centro de Istambul. A viagem demorou cerca de 30 minutos e num instante estávamos instalados (e bem instalados) e prontos para tomar um belo e merecido banho. Nessa noite ainda saímos à rua, para tentar comer qualquer coisa. Acabámos a noite numa roulotte de rua a comer um Kebab turco e a ver a “banda a passar”.

Nessa noite dormimos descansados. O Hotel onde ficamos não era nada mau. Aliás, a relação preço / qualidade era bastante elevada. Bons quartos, boa casa de banho, tudo muito limpo, bom pequeno-almoço, muito central e o pessoal muito atencioso. Recomendo vivamente a qualquer pessoa que visite Istambul. Se quiserem dar uma vista de olhos vão até ao site www.hotelmaywood.com. Está lá tudo.

A manhã obedecia sempre a uma rotina. Vestíamos a Margarida e, já no pequeno-almoço, dávamos-lhe um biberão cheio de leite, seguido de um pão que ela adora. Nós tomávamos também o pequeno almoço e abastecíamos a mochila de sandes e outras coisas para podermos ir comendo durante a manhã sem gastar muito dinheiro.




Chegámos a Istambul no sábado à noite e lá ficámos até terça-feira de manhã. Durante o dia de domingo e segunda andámos pela cidade. Fizemos o cruzeiro pelo Bosphorus (que eu recomendo vivamente), visitamos o templo de Hagia Sophia, a Mesquita Azul, o Grande Bazar, o Spice Bazar, Taksim Square, etc, etc. Tinha estado em Istambul em 2004, na altura na companhia do meu amigo Neves. As recordações que tinha eram óptimas, mas não tinha ideia que a cidade era tão maravilhosa e imponente. Muita gente, muita confusão, muitas lojas, belas paisagens, belo chá, pessoas super simpáticas. Bem, neste campo nem se fala. Então com a Margarida era uma delícia. Qualquer pessoa na rua lhe tirava fotos, pegava nela ao colo, lhe oferecia doces, brinquedos, etc, etc. Uma loucura. A Margarida estava óptima. As férias tinham começado da melhor maneira. Istambul é saboroso, delicioso e, apesar de gigante, super acolhedor. Estivemos aqui até terça-feira, altura em que resolvemos partir para dar a tão esperada volta por algumas zonas da Turquia.

sexta-feira, julho 08, 2011

A caminho da Turquia


Pois é. Estamos em Julho e desta vez vamos de férias mais cedo. Eu, a Vera e a Margarida.

Malas prontas, carrinho de bebé, muitas fraldas, toalhetes, roupas de bebé, biberões, chupetas e alguma roupa nossa. Tudo pronto para irmos apanhar o voo.

Começamos por voar para Frankfurt onde apanharemos novo avião para Istambul. Aí vamos estar 3 dias e na terça feira, dia 12 vamos alugar um carro e descobrir o interior do país, sem destino, horas ou qualquer compromisso.

Espero que corra tudo bem. Vamos dando notícias por aqui.

Até breve amigos.

Rodolfo

sexta-feira, maio 06, 2011

Retomar o Blog

Bem, está na altura de voltar à escrita. Após um longo período ausente, quer por falta de tempo, quer por falta de vontade, resolvi voltar a registar aqui os pequenos passeios que vou dando.

O último registo data de 2008, altura em que fiz umas mini férias em Cabo Verde. Esse foi, sem dúvida, o ano em que menos viajei, ficando apenas por uma visita de oito dias a essa maravilhosa ilha, a Ilha do Sal.

Os anos que se seguiram foram bem mais proveitosos e, apesar de não publicar muitas fotografias, fica aqui uma breve resenha dos locais onde estivemos:

Ano de 2009:
  • Em Março estive 3 semanas na Índia. Sem dúvida alguma, uma viagem marcante e inesquecível. Passei por cidades como Nova Dhéli, Agra, Jaipur, Fatpur Sikri, Udaipur e Pushkar no norte do País e depois estive ainda 6 dias em Goa, onde visitei cidades como Panjin, Old Goa e Margão. video

  • Em Agosto fiz uma viagem de 15 dias. Desci Itália até Ancona onde atravessei de barco para Split, na Croácia. Aí aluguei um carro e fui até Mostar na Bosnia, onde visitei um amigo, o Bata, e depois segui viagem até Dubrovnik. Após uma estadia de 3 dias nesta última fomos ainda a Montenegro. Para terminar atravessámos novamente a croácia até Porec, onde apanhamos novo barco para Veneza. Destinos repetidos, visto ter feito viagem parecida em 2007, mas sempre muito apetecível. A Croácia é sem dúvida um dos melhores destinos de praia da Europa.




  • Ainda em 2009, em Outubro, estive uma semanita em Barcelona, onde fui rever o Firinho e passar mais uns dias naquela que é, provavelmente, uma das cidades que melhor conheço fora de Portugal.

Ano de 2010:
  • Este ano teve uma particularidade e marcante a todos os níveis. Vera estava grávida e, a partir daqui todo o tipo de viagens seriam diferentes. É sempre preciso algum cuidado quando se viaja com uma mulher grávida, apesar de não ser o fim do mundo, como toda a gente diz... :):):):). Em Abril resolvemos ir passar uma semanita a Paris. Partimos de carro e à ida ficamos a dormir uma noite em S. Sebastian, no País Basco. Andamos por Paris, fomos à Eurodisney e na volta para Portugal passamos ainda por Biarritz, Bordéus e Burgos.

  • Como a Vera estava cada vez mais gravidíssima, sempre pensei que fosse impossível voltar a sair do país durante 2010, mas em Junho (estava a Vera de 7 meses e meio) fomos passar uma semana a Marrocos. Férias de Hotel, tipicamente normais, mas mesmo assim ainda alugamos um carro e ainda demos duas ou três voltas pelo interior de Marrocos e fomos ver a fronteira com a Argélia. Com uma mulher grávida de quase oito meses não podia abusar muito...

  • Em Agosto, dia 2, fui pai e estava convencido que a partir de agora é que não ia sair mais do país, pelo menos até ao final do ano. No entanto, em Outubro resolvemos fazer uma nova viagem, desta vez a 3, eu, a Vera e a Margarida. Ainda não tinha feito 3 meses. Pegamos em 2 malas (uma para mim e para a Vera e outra só para a Margarida), o carrinho, a alcofa uma mochila e um saco cheio de fraldas e fomos 15 dias para o Reino Unido. Apanhamos um avião para Londres, onde estivemos 3 dias. Aí alugamos um carro e fomos subindo a Inglaterra à medida que nos ia apetecendo e sem qualquer destino registado. Passamos por York, Settle, Keswick e outras povoações. Apanhamos neve, frio, vento, chuva, sol, etc. A Margarida andou de metro, comboio, avião, carro, autocarro, etc, etc, sempre super bem disposta e sempre tudo a correr bem. Após Keswick atravessamos a fronteira e fomos para a Escócia, Edimburgo, onde estivemos mais 4 dias. Depois de Edimburgo apanhámos um avião até Bruxelas onde estivemos mais 4 dias antes de regressar a Portugal. Apenas relatar um episódio engraçado e que se deve ao facto de viajar com crianças. Chegamos a Bruxelas deviam ser 23 horas. Estavamos esfomeados e super cansados. Tivemos que andar a pé uns 3 ou 4 Kms, até chegar ao hotel (uma vez que não tínhamos a certeza onde era) com a Margarida a chorar cheia de fome, a Vera a empurrar o carrinho e eu a carregar duas malas (com cerca de 15 Kgs cada uma), uma mochila carregada e um saco com as coisas da Margarida. Enfim, foi de loucos e cheguei ao hotel completamente derreado das costas e dos braços. Mas no geral foram umas férias maravilhosas, completamente diferentes, mais caras e muito especiais, com uma nova companheira, a Margarida.

Ano de 2011
  • Este ano ainda não está a meio e ainda só saímos do país uma vez. Fomos passar uma semanita a Madrid, eu, a Vera e novamente a Margarida. Pequenas férias, muito engraçadas mas muito calmas.

Este foi um pequeno resumo das minhas férias nos últimos dois anos. A partir de meados de 2010 as coisas começaram a ser ligeiramente diferentes: nasceu a Margarida e as férias têm que ser pensadas tendo em conta um novo membro. No entanto, tal como disse em cima e ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, é totalmente possível viajar com bebés. Implica mais malas, mais roupa, mais fraldas, mais biberões, mais babetes, mais cremes, mais carrinhos, mais tudo. O ritmo é completamente diferente mas é totalmente possível e maravilhoso. E podemos andar na mesma de metro que eles não têm medo e não é perigoso :), podemos viajar sem marcar hotel e ir viajando sem destino que eles também não têm medo e podemos fazer quase tudo o que fazíamos antes. A maior diferença é o ritmo a que se vai....

E para este ano já estou a programar novas férias, em Julho. Devo ficar ainda pela Europa este ano. Talvez uma volta à Turquia (onde já não vou desde 2004) ou algo semelhante. Vou analisar, averiguar e pesquisar os preços.